Logo PARAÍBA.com.br

26 de October de 2014


Cehap abre cadastramento para 448 apartamentos e convoca policiais, bombeiros e agentes penitenciários

11/03/2011 | 17h08min

A Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap) abriu inscrições para aquisição de 448 apartamentos (com área de 54,12 metros) distribuídos em quatro empreendimentos imobiliários que serão construídos no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Os projetos, que já se encontram em fase final de análise na Caixa Econômica Federal, vão beneficiar policiais civis e militares, servidores do Corpo de Bombeiros, agentes penitenciários e também funcionários civis cadastrados, conforme informa a presidente da empresa, Emília Correia Lima.



Para o pessoal das forças de segurança do Estado, segundo ela, estão sendo disponibilizados 240 apartamentos, sendo 96 no Residencial Elza Almeida e 144 no Residencial Calêndula, que serão construídos ao lado do Caic, em área próxima à sede da Cehap. Os outros 208 apartamentos destinados aos servidores civis e demais cadastrados serão distribuídos nos residenciais Amália Gurgel (64 unidades) e Hamamélis (144 unidades), a serem construídos em área próxima ao Detran.



Publicada no dia 4 deste mês, no edital n° 01/2011, a convocação para as inscrições dos policiais, bombeiros e agentes penitenciários, segundo Emília Correia Lima, atende a uma determinação do governador Ricardo Coutinho de dar prioridade ao pessoal das forças de segurança do Estado na disponibilização de unidades residenciais construídas através do programa “Minha Casa, Minha Vida”.


“Essas unidades habitacionais não estão incluídas nos 480 apartamentos já anunciados pelo governador”, esclareceu a presidente da Cehap, e acrescentou: “No caso dos 480 apartamentos, o projeto está em fase de licitação, e nós só vamos chamar o pessoal beneficiado quando começar a construir. Mesmo assim, eles já podem se inscrever”.



Com a disponibilização de dois dos quatro empreendimentos imobiliários para os policiais civis e militares, para os bombeiros e para os agentes penitenciários, o Governo do Estado está ampliando a oferta inicial de unidades habitacionais de 480 para 720 unidades habitacionais. Isso reflete a determinação do Governo de melhorar a qualidade de vida dos servidores cuja função primordial é garantir a segurança e a tranquilidade da sociedade.



Os 448 apartamentos que integrarão os residenciais Elza Almeida, Calêndula, Amália Gurgel e Hamamélis serão construídos com recursos do Ministério das Cidades, disponibilizados através do programa “Minha Casa, Minha Vida” e administrados pela Caixa Econômica Federal. Caberá à Cehap coordenar e fiscalizar as obras, e ainda administrar o processo de comercialização das unidades habitacionais.



Com faixa salarial fixada entre três e seis salários mínimos, os interessados devem comparecer ao Núcleo de Atendimento ao Público da Cehap munidos de comprovantes de rendimento e de toda a documentação pessoal. Entre as exigências está também a ausência de qualquer restrição de crédito em nome das pessoas cadastradas.

Secom-PB