Logo PARAÍBA.com.br

24 de October de 2014


EXCLUSIVO: PM prende três pessoas que diziam ‘chefes do tráfico de drogas’ no bairro São José

22/11/2011 | 06h35min


Uma operação da Polícia Militar realizada na madrugada desta terça-feira (22) no bairro São José em João Pessoa culminou com a prisão de três pessoas que diziam “chefes do tráfico de drogas” na área. A operação contou com a participação de 50 homens do Serviço de Inteligência, Força Tática  e Rádio Patrulhamento tendo a frente o major Sena, comandante da 4ª Companhia, em Cabedelo.

Foram presos, Lindonaldo Evaristo dos Santos, 23 anos, Roseana Bernardino de Oliveira, 20 anos e Emanuel Mercial Tavares da Silva, 31 anos. Com eles foram apreendidos uma pistola calibre .40, outra calibre 3.80, dois balotes, uma caixa de munição calibre 12; 55 munições de pistola .40; 32 de revólver calibre 38; uma munição de rifle calibre 44 e uma de pistola 9 milímetro, mais de R$ 6 mil em dinheiro, mais de meio quilo de maconha, 70 pedras de crack, cocaína, oito celulares, sete relógios, uma grande quantidade de jóias um medalhão com as letras BSJ, que significa Bairro São José.

“A polícia recebeu informações anônimas por meio do telefone 190, essas informações foram checadas pelo nosso pessoal do Serviço de Inteligência e partir daí foi montada a operação que foi coroada de êxito”, comentou o major Sena.

O comandante fez questão de destacar a colaboração dos moradores o que tem ajudado em muito o trabalho da polícia. O major Sena afirmou que a Polícia Militar vai permanecer vigilante não só no bairro São José como em toda área jurisdicionada pela 4ª Companhia. “Com a aproximação do final do ano as nossas operações e investigações serão intensificadas ainda mais para que a população possa desfrutar das festas com tranqüilidade”, garantiu o oficial.

O comandante do 1º Batalhão, coronel Jéferson Pereira explicou que durante a operação os acusados tentaram subornar os policiais que participaram da operação, mas a tropa não aceitou o suborno e preferiu preservar pela manutenção da segurança. “É esse espírito de lisura, honestidade, dedicação e amor ao que faz que mantém viva a tropa”, enfatizou o coronel.




Paulo Cosme com washington Luiz e Assessoria