Logo PARAÍBA.com.br

14 de July de 2014


Paraibano que roubou parte dos R$ 164 milhões do Banco Central é preso no Tocantíns

31/03/2012 | 11h28min

O assalto ocorreu em 2005, quando uma quadrilha coberta de engenhosidade resolveu assaltar o Banco Central de Fortaleza. O crime deu certo e os assaltantes conseguiram retirar dos cofres da agência nada menos que R$ 164 milhões, mas com o passar dos anos, um a um, os acusados vem sendo detidos e condenados. Desta vez, quem foi para trás das grades foi o paraibano, Rubens Ramalho de Araújo (Rubão), de 44 anos.

Rubão foi preso, segundo a polícia mineira quando planejava um novo assalto, desta vez em Uberaba, mas após a cooperação entre a polícia goiana e mineira foi localizado por serviços de inteligência e preso em Palmas/TO.

Com os R$ 5 milhões que supostamente ficaram com Rubão ele teria comprado fazendas, carros e casas em Tocantis e no Piauí, mas para a polícia, apesar de rico o paraibano não deixou o velho hábito e permaneceu no mundo do crime.

No assalto de Fortaleza, Rubens se recusou a passar pelo túnel da casa alugada próxima ao banco, o que lhe rendeu uma parte menor na partilha do roubo, mas a fobia não o impediu de supostamente comandar assaltos a bancos do interior nos estados de São Paulo, Paraíba, Piauí, Mato Grosso, Maranhão, Bahia e Ceará.

A notícia de sua prisão foi confirmada por agências de notícias de todo Brasil na noite de ontem.

Recentemente o assalto virou filme.


ClickPB