Logo PARAÍBA.com.br


PT de Campina protocola recurso no Diretório Estadual contra aliança com PP

2012-04-25 16:58:00.0

Antônio Barbosa, presidente do diretório de JP, solidárioAntônio Barbosa, presidente do diretório de JP, solidário

Integrantes do PT de Campina Grande estão entregando neste momento (17h40), no Diretório Estadual, recurso contra a aliança do partido com o PP. O petistas querem a anulação do encontro de domingo (22) onde foi decidido que o partido fará aliança com o PP em Campina e João Pessoa para concorrer as eleições municipais.

Segundo o dirigente petista, Gustavo Fontinelle, foi entregue um recurso pedido para anular a reunião de domingo e a eleição onde foram escolhidos os delegados. “No nosso estatuto, no artigo 50, no caso das cidades onde a direção deliberar pela não realização de prévia para escolha de candidato, deve ser feita a escolha de delegados para o encontro de candidaturas. Mas essa eleição de delegados só pode acontecer 20 dias depois de ser definido a não candidatura. Sendo assim, ao invés de domingo, a escolha dos delegados só poderia ser feita dia 10 de maio, isso, por si só, inviabiliza a legalidade do encontro”, explicou Fontenelle.

Junto com os dirigentes de campinas, estava o presidente do PT de João Pessoa, Antônio Barbosa, que se solidarizou com os companheiros.

“O pessoal de campina grande está protocolando um recurso que pede o restabelecimento das regras. Em Campina Grande haviam debatido durante seis meses por candidatura própria e ao sabor de conveniências passageiras, se quebra as regras e abandona candidatura própria. E nem se pode alegar coerência, porque o PT estava no governo do PMDB há oito anos. Se era sincera a estratégia da candidatura própria deveria seguir adiante. No final, trocaram seis por meia dúzia. Nós achamos que isso é uma tremenda incoerência e enquanto presidente do PT de João estamos subscrevendo o recurso demonstrando nossa solidariedade”, contou Barbosa.

Após a entrega do recurso, o pedido deve ser submetido para analise e discussão da Executiva Estadual. O PT de Campina pode recorrer ainda, em última instância à Executiva Nacional.


Paulo Dantas