Logo PARAÍBA.com.br

17 de September de 2014


Herói da vitória, Paulinho comemora vaga: 'Foi a cara do Corinthians'

24/05/2012 | 08h05min


Foi sofrido, “do jeito que a Fiel gosta”. Aos 42 minutos do segundo tempo, Paulinhobalançou as redes do Pacaembu em uma cabeçada certeira e colocou o Corinthians na semifinal da Taça Libertadores da América, eliminando o Vasco. Ao comemorar o gol, o volante não sabia o que fazer: saiu correndo, balançando a camisa, claramente emocionado. Subiu no alambrado e saudou a torcida. Na entrevista pós-jogo, faltaram palavras.

– Está difícil falar. Foi uma classificação com a cara do Corinthians, mais um passo na Libertadores. Foi mérito pela doação de todos, pela simplicidade que o grupo tem. (Classificação) mais do que merecida – disse o jogador, em euforia.

– É o gol mais importante da minha vida, da minha carreira, não tenha duvida – vibrou.

O tento decisivo contra os cruz-maltinos foi o terceiro do volante nesta edição da competição continental. Ele já havia deixado sua marca na goleada por 6 a 0 sobre o Deportivo Táchira-VEN, pela primeira fase, e no triunfo por 3 a 0 sobre o Emelec, nas oitavas de final.

Embora não seja atacante, o responsável pela classificação alvinegra disputa diretamente com eles. Marcar gols tornou-se característica de Paulinho. No ano passado, ele ficou atrás apenas do atacante Liedson na artilharia do Corinthians. Pelo Campeonato Brasileiro de 2011, o camisa 8 do Timão balançou as redes em oito oportunidades, contra 12 do Levezinho.

– Tento jogar bem sempre, mas é claro que algumas vezes não dá. Porém, com força e vontade, tento me superar. No primeiro tempo tive uma marcação muito forte do Rômulo, foi difícil, mas no segundo tempo consegui sair para o jogo e ele não acompanhou – afirmou Paulinho na saída dos vestiários.

É a segunda vez na história que o Timão chega à semi da Libertadores. Em 2000, a equipe cruzou com o arquirrival Palmeiras na decisão por uma vaga na grande final, mas acabou eliminada nos pênaltis. Desta vez, o adversário será o Santos (se passar pelo Vélez Sarsfield) ou o vencedor de Universidad do Chile e Libertad-PAR (caso o Peixe seja eliminado).

globoesporte.com