Logo PARAÍBA.com.br

22 de October de 2014


Cineport será em abril e homenageará Portugal; inscrição para Prêmio Energisa até dia 28

18/02/2014 | 11h35min

O Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa (Cineport) deve aportar em João Pessoa de 04 a 13 de abril. Será a 6ª edição de uma festa que agita a Capital com música e muito cinema. Neste ano, o festival irá homenagear Portugal, e garante apresentar uma forte amostra dos longas, médias e curtas metragens produzidos também no Brasil e nos países do continente africano realizados nos últimos dois anos. O Festival já está recebendo inscrições para o Prêmio Energisa, prêmio direcionado exclusivamente aos realizadores paraibanos.


Como nas outras edições, o Festival mantém sua característica plural. Com força no cinema, mas focando também na música dos países de língua portuguesa. A coordenadora do Festival, Mônica Botelho, já está em João Pessoa fazendo a pré-produção do evento.


“Estamos fazendo uma edição dedicando a Portugal. Óbvio que fizemos, por opção, homenagear os países africanos nas edições anteriores. A idéia era acabar com essa situação onde a cinematografia sempre de maior expressão era a brasileira ou a portuguesa”, pontuou Mônica, revelando a intenção do Festival de aproximar a cinematografia e a música da África para o Brasil. Mas agora chegou a vez de Portugal. “A cinematografia portuguesa tem um destaque no cenário internacional. Acho que a gente vai poder mostrar uma produção contemporânea muito interessante do país”, revela.


Como país homenageado, Portugal deve também trazer uma boa amostra da sua música para agitar o Festival. “Ainda não posso adiantar os nomes porque estou fechando. Mas terá uma programação musical de muita qualidade vinda de Portugal”.


Prêmio Energisa – Outro ponto forte do festival é a promoção da produção paraibana com o Prêmio Energisa para Curtas e Médias. Única premiação em dinheiro do Cineport. “Fica aqui a minha chamada. Acabamos de estender o prazo de inscrições tanto para a competição paraibana, o Prêmio Energisa, como para a competição Andorinha de Curta e Média metragens até o dia 28 de fevereiro”, informou Mônica.


O Prêmio Energisa oferece premiação de R$ 25 mil reais e é considerada também uma janela para que os realizadores locais possam mostrar seus trabalhos.


Nova Categoria – Uma novidade deste ano é a criação da categoria de vídeo clipes. “Já soube que tem uma produção nova de vídeo clipes associadas às bandas paraibanas. Então eu gostaria que realmente a galera comparecesse inscrevendo seus filmes”.


Prêmios – O Cineport conta com o Troféu Andorinha, que elege o melhor da produção em longa metragem de filmes já lançados comercialmente no ano anterior. Para produção de Curta e Média metragem o festival agracia ganhador do Festival com o Trófeu Andorinha Curta e Média e para a produção paraibana o Prêmio Energisa.


O júri dos filmes de Longa Metragem é composto de críticos de cinema do Brasil, Portugal e uma representante Africana. Do Brasil estão listados Inácio Araújo, jornalista e crítico da Folha, Pedro Butcher, do site Filme B, e Fábio Andrade crítico da Cinética. De Portugal, Ruy Tendinha, jornalista e crítico de cinema, Luiza Siqueira, jornalista da RTP, e a Carla Henriques, da RTP África. No caso da competição de curtas e médias o coordenador será Marcos Pimentel, documentarista mineiro.


Informações e inscrições pelo site do Festival:

http://www.festivalcineport.com/2014/index.html


Redação com Assessoria