Logo PARAÍBA.com.br


Motorista é roubado e espancado por criminosos durante corrida

2017-03-20 16:13:00.0

Um motorista do aplicativo Uber foi assaltado e espancado, neste domingo (19), no Centro de Santos, no litoral de São Paulo. Os criminosos anunciaram o assalto no destino final. O motorista precisou ser levado para o hospital e os criminosos fugiram, em seguida, levando o carro do rapaz.

De acordo com testemunhas, o motorista foi chamado por um cliente próximo a padaria Suíssa, localizada na avenida Dr. Bernardino de Campos, no Canal 2. Ao chegar no local, ele buscou os dois passageiros que desejavam ir para a rua do Comércio, no Centro da Cidade. Quando estava próximo ao destino, os rapazes anunciaram o assalto.

Ainda segundo testemunhas ouvidas pelo G1, os criminosos jogaram o motorista para fora do veículo e deram vários socos e pontapés na vítima. Os homens pegaram a carteira e o celular do motorista e fugiram no carro.

Um outro motorista da Uber que passava pelo local flagrou as agressões e os criminosos fugindo pelo Centro de Santos. Ele voltou para a rua do Comércio e ajudou o motorista agredido, que estava deitado no chão.

“Eu achei estranho um carro parado e uma pessoa deitada. Eu fiquei olhando, vi uns caras se movimentando, entraram no carro e acelerarando. Eu voltei para o local do fato. O senhor estava deitado no chão, sangrando muito. Peguei uma blusa para estancar o sangue dele. Tinha cortes por toda a boca, nariz, olho. Eles pisaram na cabeça dele. Fizeram aquilo para matar”, conta o motorista que prefere não se identificar.

Carro do motorista foi encontrado em Praia Grande (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Carro do motorista foi encontrado em Praia
Grande (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para prestar atendimento no local. O motorista agredido recebeu os primeiros atendimentos médicos e, segundo os bombeiros, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento Central (UPA Central) de Santos.

Segundo o motorista que flagrou a cena e que também já prestou atendimento para a Uber, a empresa não ajuda os motoristas que são assaltados ou agredidos. “Qualquer problema que a gente tem eles viram as costas pra gente. Nós ligamos no número de emergência e não somos atendidos e ressarcidos por causa dos roubos. Estou preferindo pegar corrida de uma outra empresa, a concorrente que me traz mais segurança”, falou.

O carro do motorista agredido foi encontrado no bairro Anhanguera, em Praia Grande. Três homens estavam dentro do veículo e foram presos por receptação e porte ilegal de arma, já que estavam com um revólver.

"Dois bandidos roubaram o motorista em Santos, mas o veiculo foi locaizado com três individuos. É o mesmo veículo. Não está confirmado se foram eles que roubaram o motorista. Entramos em contato com a vítima para ela vir reconhecer os dois, mas ela não atendeu o telefone", afirmou o delegado Alexandre Comin, da delegacia sede de Praia Grande.

G1 entrou em contato com a Uber, mas até a publicação desta reportagem, a empresa não se posicionou sobre o assunto. 

G1