Logo PARAÍBA.com.br


Agevisa e Lacen planejam ações para ampliar controle laboratorial de águas adicionadas de sais

2017-05-19 16:32:00.0

Dirigentes da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB) e o do Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen/PB) estão empenhados na busca de soluções estratégicas capazes de ampliar o controle laboratorial das águas adicionadas de sais produzidas e envasadas no território paraibano. A iniciativa atende solicitação da Promotoria de Justiçado Consumidor do Ministério Público do Estado (MP-Procon), que encaminhou à Agevisa pedido de informações sobre que providências estão sendo tomadas no sentido de garantir maior segurança sanitária das águas adicionadas de sais disponibilizadas para o consumo humano na Paraíba.

O assunto foi discutido durante reunião presidida pela diretora-geral da Agevisa/PB, Maria Eunice Kehrle dos Guimarães, com a participação do diretor-técnico de Medicamentos e Alimentos, Ailton César dos Santos Vieira, e do gerente-técnico de Integração e Articulação, Herberto Palmeira Júnior. O Lacen/PB se fez representar, no encontro, pela diretora-técnica Lúcia Cristina de Aguiar, pelo coordenador do Núcleo de Produtos e Meio Ambiente, Emanoel Pereira Felinto, e pelo farmacêutico Sérgio de Vasconcelos Brindeiro.

A Agevisa/PB, conforme a diretora-geral Maria Eunice, tem realizado coletas de águas adicionadas de sais para averiguar se os seus parâmetros físico-químicos, microbiológicos e de rotulagem estão de acordo com a legislação sanitária vigente. A ordem, segundo ela, é ampliar a fiscalização para que se garanta o enfrentamento e a devida prevenção dos riscos à saúde das pessoas que consomem esses produtos.

Estratégias – Durante a reunião ocorrida na sede da Agevisa/PB, os representantes do Lacen se comprometeram a realizar contato formal com a Coordenação Geral de Laboratórios (CGLab) da Anvisa, que coordena a rede de Laboratórios de Saúde Pública do País, para identificar os serviços de referência com capacidade para atuar junto aos órgãos paraibanos (Agevisa e Lacen) na realização dos ensaios necessários para verificar a sanidade ou não das águas adicionadas de sais envasadas na Paraíba.

O Lacen também se comprometeu a realizar, junto aos inspetores e técnicos da Agevisa, uma Capacitação Teórico-Prática sobre a coleta de amostras biológicas, como forma de possibilitar aos profissionais da Vigilância Sanitária a capacidade de contribuir para melhorar a qualidade das amostras a serem analisadas, e ainda a fornecer à Agevisa/PB as especificações de materiais apropriados para etiquetagem das amostras, de forma a evitar que o extravasamento de água danifique o rótulo e inviabilize a sua análise.

Exame prévio – Durante a reunião na Agevisa/PB, foi levantada a possibilidade de se realizar análise laboratorial da água no ponto de coleta, ou seja, antes de a mesma ser tratada e antes da adição dos sais, como forma de atestar a potabilidade da água ainda no início do processo produtivo.