Logo PARAÍBA.com.br


Policial que matou quatro terroristas em Barcelona fazia hora extra

2017-08-20 14:44:00.0

O "herói" de Cambrils, como ficou conhecido o agente do Mossos d´Esqyadra que evitou um massacre na madrugada de quinta-feira, na Espanha, após conter quatro dos terroristas que tentaram replicar o atentado na Rambla de Barcelona, não deveria estar no local do ataque. 

Segundo o jornal "El Mundo", o policial estava trabalhando naquele momento apenas por que precisava "engordar" seu salário. Por isso, havia pedido ao comando da corporação para fazer horas extras. 

Ainda de acordo com a publicação, ele fazia parte dos efetivos de reforço de segurança que habitualmente são montados no litoral da Costa Dourada, e que estão muito mais intensos neste ano pelo elevado nível de alertas terroristas.

O policial estava lá quando um agente foi ferido na perna, seguido por um veículo entrou na área urbana de Cambrils e encontrou um segundo controle dos Mossos, localizado em uma rotatória. O "herói" de Cambrils não hesitou em atirar nos jihadistas após avaliar a gravidade da situação e o risco para outras pessoas.

Por fim, o "El Mundo" informou ainda que os Mossos estão protegendo ao máximo a identidade do agente após o ocorrido. 

UOL