Logo PARAÍBA.com.br


Presidente da federação peruana diz que pena de Guerrero terá extensão de 20 dias

2017-12-06 09:58:00.0

Guerrero aguarda decisão após julgamento em Zurique, na Suíça (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)Guerrero aguarda decisão após julgamento em Zurique, na Suíça (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Com o fim da suspensão provisória de Paolo Guerrero por conta do caso de doping, na última segunda-feira, a pena do atacante está nos acréscimos. De acordo com o presidente da Federação Peruana de Futebol, Edwin Oviedo, a punição ao atacante será estendida em 20 dias.

- Fomos comunicados pela Fifa que a pena vai ser estendida por 20 dias para uma avaliação tomada pela comissão disciplinar. Esperamos que estes dias sejam para poder resolver o caso de maneira favorável a Paolo - disse Oviedo à imprensa peruana.


Com isso, a Fifa terá mais tempo para analisar as provas entregues pela defesa do peruano no julgamento realizado na última quinta, em Zurique, na Suíça. O globoesporte.com informou na última segunda-feira que a suspensão provisória do jogador sofreria uma extensão de 10 dias. Os advogados de Guerrero acreditam que o resultado do julgamento sairá até o fim desta semana.

Assim, não há mais a esperança de o jogador atuar nas finais da Copa Sul-Americana, tanto na Argentina quanto no Maracanã.

Paolo Guerrero testou positivo para a substância benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, em exame antidoping realizado depois da partida entre Peru e Argentina no dia 5 de outubro, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. O atacante foi suspenso provisoriamente por 30 dias, a partir de 3 de novembro, quando o caso foi divulgado.

A benzoilecgonina presente na urina de Guerrero é proveniente da folha de coca utilizada em chá consumido em alguns países da América do Sul, incluindo o Peru. A defesa do atacante aponta contaminação em um outro tipo de chá ingerido pelo jogador.

Guerrero falou rapidamente após julgamento (Foto: Ivan Raupp )Guerrero falou rapidamente após julgamento (Foto: Ivan Raupp )Guerrero falou rapidamente após julgamento (Foto: Ivan Raupp )

Globo Esporte