X
Dólar
Euro
Wed Dec 12 06:38:05 GMT-03:00 2018

Brasil

Mitsubishi L200 muda cara; será que mantém vocação off-road?

2018-05-14 09:58:00.0

Modelo estreia nova grade na versão de topo da linha 2019, de R$ 174.990; assista

A picape média Mitsubishi L200 Triton foi o primeiro modelo produzido localmente pela HPE, representante oficial da marca no Brasil, isso lá em 1998. Vinte anos depois, o modelo quer provar que ainda é a grande referência em capacidade off-road do segmento, apesar da concorrência cada vez maior.

É verdade que na troca da penúltima para a atual geração o modelo perdeu um de seus grandes atrativos, a beleza. Só que a fabricante tenta desviar desse obstáculo oferecendo bom nível de equipamentos -- em especial nas partes de segurança e conectividade -- e, no caso da versão de topo, HPE-S, de R$ 174.990, uma nova e exclusiva grade dianteira.

Formada por frisos horizontais cromados, ela é mais elegante e menos "Mahindra" do que a peça utilizada pelas demais versões.

Foi justamente esta que UOL Carros avaliou, a convite da empresa que representa a marca no país, num roteiro de 150 quilômetros perto da fábrica onde o utilitário é montado, em Catalão (GO). O teste foi dividido em 90 quilômetros de asfalto e mais de 60 km formado por estradas de terra, cascalho e lama. Será que a picape aguentou o tranco? Confira no vídeo que abre esta reportagem e veja mais detalhes nos parágrafos abaixo.

Veja mais

+Mitsubishi Eclipse Cross chega em breve para peitar o Compass
+Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+Instagram oficial de UOL Carros
+Siga UOL Carros no Twitter

Em busca do habitat natural

O percurso começou pelo asfalto, justamente o pavimento no qual a L200 demonstra suas principais limitações: direção pesada, apesar de eletricamente assistida, dificuldade em manobras devido aos 5,28 metros de comprimento e 1,82 m de largura -- e olha que o raio de giro é de apenas 5,9 metros, nada mau para uma picape média (a Fiat Toro, por exemplo, passa de 12 metros) --, suspensões "molengas" e incômoda transferência de vibração à cabine, por mais que tenham sido aplicados coxins em seis diferentes áreas do chassi (quatro junto a suspensão dianteira e trem-de-força; duas próximas ao eixo traseiro).

Motor 2.4 4-cilindros 16V turbodiesel, dotado de duplo comando de válvulas, admissão variável e turbina de geometria variável, rende 190 cv e 43,9 kgfm. Não são dados ruins, longe disso, mas também não estão entre os mais altos do segmento. Na realidade, falta elasticidade entre picos de torque (a 2.500 rpm) e potência (logo a 3.500 giros). Logo, o desempenho na estrada não é tão agradável quanto o de uma Chevrolet S10 ou uma Ford Ranger 3.2.

Câmbio automático de cinco marchas é honesto e funciona bem, mas há quem ofereça caixas mais modernas. Por outro lado, o nível de vibração e barulho proporcionado pelo conjunto motor-transmissão é exemplar, muito por conta dos isoladores aplicados em cofre do motor, assoalho, painel e console central.

Eis que adentramos a estrada de terra e, então, tudo mudou. O fora-de-estrada a L200 Triton continua a encarar de maneira magistral.

Lembra da moleza de suspensões citada anteriormente? Nas imperfeições do barro os jogos com braços duplo-A na parte da frente e eixo rígido com feixe de molas na de trás demonstram para que foram calibrados: absorvem muito bem os impactos e não dão curso de jeito nenhum, mesmo quando exigidos de maneira mais severa. Os pneus 265/65, de perfil bastante alto, contribuem para o ótimo nível de absorção.

Com as babás eletrônicas mais a possibilidade de utilizar tração 4x2 traseira, 4x4 convencional (em distribuição de 40:60), 4x4 com bloqueio do diferencial central (50:50), 4x4 com reduzida e até bloqueio do diferencial traseiro, a L200 Triton tira de letra praticamente todo tipo de obstáculo.

Os 30 graus de ângulo de ataque, 22 graus de ângulo de saída e 22 cm de altura livre do solo tornam a picape capaz de passar por quase qualquer tipo de desnível. A facilidade para sair de situações pretensamente adversas foi tamanha que até esquecemos dos constantes "rebotes" do volante.

Isso sem falar nas capacidades que nem conseguimos testar (ou pelo menos levar ao limite): 60 cm de imersão -- há, como a Ford Ranger, quem ofereça até 80 cm, mas não deixa de ser um bom nível; até 45 graus de inclinação; 1.075 kg máximos de carga na caçamba; reboques de até 750 kg sem freios ou 2.300 kg com freios auxiliares.

 

Divulgação
No asfalto L200 Triton não é tão prazerosa de dirigirImagem: Divulgação

 

Versão de exclusividades

Vale observar que boa parte das comodidades experimentadas em nossa avaliação só estavam disponíveis por se tratar da versão de topo. Além da grade única, a L200 Triton Sport HPE-S traz como itens exclusivos: rodas de liga aro 17; faróis bixenônio e com regulagem de altura do facho, lavador e luzes diurnas em LED integradas; chave com sensor para destravamento automático das portas; controle de cruzeiro; sensores traseiros de estacionamento.

Na parte de segurança, além dos controles de estabilidade e tração, auxílios de frenagem, assistente para transporte seguro de reboque e freios com ABS inteligente -- capaz de fazer a leitura do nível de aderência do piso e determinar, assim, qual o grau necessário de interferência --, presentes apenas nas duas opções mais caras da gama, a versão de R$ 175 mil é a única a contar com sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelhos para o motorista), contra os obrigatórios dois frontais existentes nas demais.

Na parte multimídia a central possui a mesma tela tátil capacitiva de 7 polegadas oferecida desde a versão intermediária GLS, porém com o acréscimo de conexão à internet via wifi, aplicativos integrados (como Waze e Spotify), navegador GPS e duas entradas para cartões SD. Surpreende, aliás, o grau de conectividade de um veículo prioritariamente utilitário. 

Tudo isso deixa a impressão de que as tecnologias da L200 Triton Sport HPE-S serão "inacessíveis", certo? Segundo a Mitsubishi, tal dedução está errada. A representação oficial da fabricante prevê que esta versão será a mais vendida entre as cinco, com participação próxima a 30%. As outras quatro ficarão entre 10% e 20% cada.

 

Divulgação
Percurso do teste passou por muitos trechos de terra batida e cascalhoImagem: Divulgação

 

Demais versões e preços

Confira abaixo a lista completa de preços e equipamentos da linha 2019:

+ L200 Triton Sport GL MT6 -- R$ 120.990
Itens de série: grade dianteira na cor preta; para-choques em preto fosco; computador de bordo digital monocromático; ar-condicionado manual; vidros, travas e retrovisores externos elétricos; volante com regulagem manual de altura e profundidade; bancos em tecido com ajuste manual de altura para o motorista; fileira traseira bipartida; alerta automático de frenagem emergencial; cinto de segurança central traseiro de dois pontos; rodas de aço aro 16.

Opcional: rádio com AM/FM com toca-CD, Bluetooth e entradas USB.

+ L200 Triton Sport GLX MT6 -- R$ 126.990
Acrescenta ao pacote anterior: chave canivete; porta-luvas com iluminação; rádio com AM/FM com toca-CD, Bluetooth e entradas USB; tomada 12V; rodas de liga leve aro 16.

Opcional: central multimídia com tela tátil capacitiva de 7 polegadas, projeção de celulares (Android e Apple), Bluetooth e entradas USB e Aux.

+ L200 Triton Sport GLS AT5 -- R$ 137.990
Acrescenta ao pacote anterior: grade frontal cromada; para-choques, maçanetas e capas dos retrovisores na cor do veículo; luzes de seta nos paralamas; central multimídia com tela tátil capacitiva de 7 polegadas, projeção de celulares (Android e Apple), Bluetooth e entradas USB e Aux.; tomada 12V; inibidor automático de aceleração quando o freio é acionado.

+ L200 Triton Sport HPE AT5 -- R$ 154.990
Acrescenta ao pacote anterior: controles de estabilidade e tração; assistente de partida em rampas; auxílio à frenagem emergencial; assistente de condução com reboque; retrovisores externos com rebatimento elétrico e luzes de seta integradas; estribos laterais; faróis de neblina; maçanetas e capas de retrovisores cromadas; protetor de caçamba; bloqueio de diferencial traseiro; ar-condicionado automático de duas zonas; sensores de luminosidade e chuva; console central com apoia-braço e acabamento em preto brilhante; fileira traseira com descansa-braço retrátil na posição central e ganchos Isofix para cadeirinhas infantis; console de teto com porta-óculos; bancos, volante e alavanca de câmbio revestidos em couro; câmera de ré; borboletas para trocas de marcha fixadas na coluna de direção; volante multifuncional; rodas de liga leve diamantadas aro 16.

Opcional: sensores traseiros de estacionamento.

+ L200 Triton Sport HPE-S AT5 -- R$ 174.990
Acrescenta ao pacote anterior: grade com divisórias horizontais cromadas; faróis bixenônio e com regulagem de altura do facho, lavador e luzes diurnas em LED integradas; chave com sensor para destravamento automático das portas; sete airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um de joelhos para o motorista); partida do motor por botão; controle de cruzeiro; banco do motorista com ajustes elétricos; sensores traseiros de estacionamento; central multimídia com Waze e Spotify, conexão à internet via WiFi, GPS e duas entradas para cartões SD.

Compradores terão à disposição oito opções de cores, três anos de garantia sem limite de quilometragem (apenas para vendas no varejo) e pacote de revisões com preço fixo até 60 mil km sugerido em R$ 6.142 para seis visitas a cada 10 mil km ou seis meses.

Viagem a convite da HPE.


 

UOL

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Paraíba.com.br não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo após o encerramento das eleições de 2018.