X
Dólar
Euro
Mon May 21 19:30:01 GMT-03:00 2018

Esportes

'Machuca o coração'; Renato e Cícero se sensibilizam com a Venezuela e fazem apelo ao mundo inteiro

2018-05-16 08:50:00.0

Não apenas a vitória no sufoco por 2 a 1 sobre o Monagas-VEN que marcou o Grêmio em sua passagem pela Venezuela, em compromisso válido pela penúltima rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores. A situação de crise na qual vive o país sul-americano também chocou a delegação do clube gaúcho, que se sensibilizou com o estado em que vivem muitos adultos e até crianças, que tem tido dificuldades de se alimentar, beber água, entre outras necessidades básicas para qualquer ser humano.

Durante a coletiva de imprensa após o triunfo por 2 a 1, o meio-campo Cícero e o técnico Renato Gaúcho se mostraram tristes com o que vivenciaram durante o período que por lá estiveram, lembrando do ato solidário que protagonizaram, levando comida e outros bens indispensáveis a alguns moradores que encontraram.

“Nós somos seres humanos, nós jogadores, a maioria, veio de classe média baixa. Eu sei o que meus pais passaram. Chegamos aqui, vimos uma situação arrepiante: um ser humano pegando um prato de comida como se fosse seu último dia de vida. O pessoal pediu para nos reunirmos e juntamos algo bom para eles. Ficamos sabendo do salário mínimo, da situação de vida deles. Isso não tem preço. Quando você faz algo bom, acontece em dobro para você. Nós temos uma vida só. No final disso tudo, sabemos que somos todos iguais. Se na vida você puder ajudar alguém, é gratificante. Vamos levar uma lição muito grande da Venezuela, porque a gente reclama muito da vida e não imaginamos o que o próximo está passando. Temos que aproveitar viver da melhor maneira possível e, se você puder fazer uma caridade para quem está precisando, saiba que isso não tem preço”, começou falando Cícero. Em seguida, Renato também se mostrou bastante sensibilizado com a situação do país, e também pediu atenção do mundo inteiro para a Venezuela.

“Chega a machucar o coração de todos nós. Esse ano nos tocou, o mundo precisa olhar um pouco mais para a Venezuela, as pessoas precisam pensar diferente. O que vimos e sentimos aqui nos últimos é algo que choca. Fizemos nossa parte, ajudamos algumas pessoas, mas sabemos que não é o suficiente. A coisa está muito feia. Não reclamem da vida! Torcemos para que esse povo possa viver com alegria e saúde”, completou.


Dentro de campo, o triunfo garantiu o Grêmio ainda na ponta do Grupo 1 da Libertadores, com 11 pontos somados, um à mais que o Cerro Porteño, que havia batido o Defensor-URU mais cedo por 1 a 0. O resultado, inclusive, classificou o Tricolor Gaúcho para as oitavas da competição, antes mesmo de entrar em campo. Na última rodada, a equipe tem pela frente os uruguaios, na Arena, no dia 23 de maio.

Fox Sports

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.