X
Dólar
Euro
Wed Dec 12 18:00:33 GMT-03:00 2018

Policial

Tragédia familiar: filho deixou UFPB para tentar proteger mãe das agressões do pai

2018-12-05 16:54:00.0
Foto: Flávio Fernandes / Paraíba.com.br

A promotora da Infância e Juventude responsável pelo caso do adolescentes que matou o pai a golpes de marreta e facão em Mangabeira, Ivete Arruda, nesta quarta-feira (05), revelou que o irmão do acusado, de 23 anos, havia sido aprovado no curso de administração de empresas na Universidade Federal da Paraíba, mas abandonou para tentar proteger a mãe.

"Ele trancou para voltar para casa e ficar mais perto da mãe na tentativa de inibir as agressões do pai, deixou estágios e empregos. O agressor passou oito meses sem beber, mas começou a se relacionar com alguém em Santa Rita e, a partir daí, arranjou essa desculpa para voltar a beber e ser violento", contou.

Relembre - Uma tragédia familiar aconteceu na noite desta terça-feira (4) no Conjunto Nova Mangabeira, em João Pessoa. Um filho de 16 anos de idade não suportava ver a mãe apanhando do pai quase todos os dias quando eu chegava embriagado.

Ontem à noite a cena se repetiu e começou uma discussão dentro do quarto da residência onde eles moravam. O filho foi intervir e começou luta corporal entre o pai e o filho que terminou com o menor matando o pai com uma marreta e um facão.

Após cometer o crime, o filho continuou no interior da residência ao lado da mãe em estado de choque. Com algumas lesões pelo corpo, o menor foi encaminhado ao hospital Trauminha em Mangabeira, em seguida levado para Delegacia do Menor e do Adolescente.


Yves Feitosa/Flávio Fernandes

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Paraíba.com.br não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo após o encerramento das eleições de 2018.
Notícias Relacionadas