X
Dólar
Euro
Wed Dec 12 19:10:20 GMT-03:00 2018

Brasil

Assessora de Malta será ministra de Direitos Humanos; pasta abrigará Funai

2018-12-06 14:51:00.0
Foto: Reprodução/YouTube Arolde de Oliveira

A advogada, educadora e pastora Damares Alves, assessora do senador Magno Malta (PR-ES), será a titular do futuro Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O anúncio foi feito nesta quinta-feira (6) pelo futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

A pasta englobará a Funai (Fundação Nacional do Índio), subordinada até o momento ao Ministério da Justiça e que estava com o destino indefinido.

"A ministra cuidará da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Ela também receberá na pasta dos Direitos Humanos a Funai, visto que ela inclusive é mãe de uma índia", declarou Onyx.

Após o anúncio de que será ministra, Damares afirmou que a prioridade na pasta será a formulação de políticas públicas que "não têm chegado às mulheres", com foco em mulheres ribeirinhas, pescadoras, catadoras de siri e quebradoras de coco. Outra área a ter atenção especial, elencou, será a da infância, com um "pacto de verdade".

Ela avaliou que o maior e primeiro direito a ser protegido pelo ministério será o "da vida".

"Nós vamos trabalhar nessa linha. O maior direito do humano é o direito à vida, e a pasta vai desde as mulheres, até a infância, idoso, índio. Vai ser a proteção da vida", disse.

Questionada sobre como se posiciona em relação ao aborto, ela preferiu não responder.

A nomeação de Damares para o novo ministério vinha sendo especulada na imprensa nos últimos dias. Na quarta (5), Magno Malta negou ter indicado sua assessora para a pasta. "Ela foi convidada por competência própria", afirmou o senador.

Malta foi um dos aliados de primeira hora de Bolsonaro, e chegou inclusive a ser convidado para ser vice em sua chapa -- a posição ficou com o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB). Após a eleição, houve a expectativa de que o senador assumiria um ministério, o que acabou não acontecendo. Este ano, Malta tentou a reeleição para o Senado, sem sucesso, e disse que pretende abandonar a política.

UOL

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Paraíba.com.br não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo após o encerramento das eleições de 2018.