X
Dólar
Euro
Sat Mar 23 22:22:09 GMT-03:00 2019

Policial

'Poderia matar esposa, filha e se matar': PM explica porque não invadiu casa de assassino

2019-02-18 12:20:00.0
Foto: Reprodução redes sociais

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (18), o coronel Bezerra, policial militar que esteve a frente das negociações com Gustavo Teixeira Correia, corretor de 42 anos que matou o taxista Paulo Damião dos Santos, contou quais foram as motivações para que a polícia não invadisse a residência localizada no Bessa durante as conversas com o criminoso.

“Quando a PM entrasse, ele, que estava abalado psicologicamente, poderia tomar a filha e esposa como reféns e poderia matar as duas e cometer suicídio na frente da guarnição. Por isso, achamos melhor negociar. Analisamos de acordo com um gráfico se tava evoluindo a todo momento que estava claro que iria se entregar”, declarou.

Bezerra lembrou ainda que o acusado se manteve escondido dentro da sua própria casa, que possui 400 m², enquanto a sua esposa dialogava com a polícia e que ele só foi visto cinco minutos antes de se entregar: “todos estavam muito nervosos. Antes de se entregar, ele desceu as escadas, sentou no sofá e disse que a esposa dele, que é advogada, resolveria”.  


Yves Feitosa/Flávio Fernandes

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.

Notícias Relacionadas