X
Dólar
Euro
Thu Mar 21 06:48:57 GMT-03:00 2019

Mundo

Maduro atribui apagão na Venezuela à ataque hacker dos Estados Unidos

2019-03-10 08:31:00.0
Foto: REUTERS

Em seu primeiro pronunciamento desde o início do apagão que começou na quinta-feira (7) na Venezuela, Nicolás Maduro atribuiu a um ataque hacker o blecaute. "Foi utilizada uma tecnologia de alto nível que só os Estados Unidos possuem", disse. Oposição e imprensa atribuem a queda de energia ao sucateamento da rede de energia elétrica do país.

Durante manifestação pró-governo em Caracas, Maduro disse que foi informado na tarde de quinta (7) sobre uma falha geral do sistema elétrico. Segundo ele, um ataque cibernético impediu a restituição da energia elétrica.

"Às 19h do mesmo dia se encaminhava o processo de recuperação quando recebemos um ataque cibernético internacional contra o cérebro de nossa empresa de eletricidade que automaticamente derrubou todo o processo de reconexão", disse Nicolás Maduro.

No ato, Maduro disse ainda que há infiltrados na empresa elétrica e que os envolvidos serão identificados e julgados pela Justiça nacional. "A empresa de energia deve ser liberada de sabotadores, infiltrados e conspiradores para proteger seu sistema de ataques cibernéticos do exterior", disse.

No Twitter, o presidente venezuelano já havia responsabilizado os Estados Unidos pela "guerra elétrica" que estaria por trás do blecaute. "A guerra elétrica anunciada e dirigida pelo imperialismo estadounidense contra o nosso povo será derrotada", afirmou em post feito no primeiro dia sem luz.

O apagão afeta, além de Caracas, 22 dos 23 estados do país, motivo pelo qual o presidente pediu paciência. "Espero que o processo de restabelecimento seja definitivo e estável para a maioria dos venezuelanos nas próximas horas. Peço compreensão", disse Maduro durante o ato pró-governo.

G1

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.