X
Dólar
Euro
23 de April de 2019

Mundo

Vaticano reabre escadas que Jesus teria subido antes de julgamento

13/04/2019 | 10h16min
Foto: Tiziana Fabi - 12.abr.2019/AFP

As escadas pelas quais Jesus Cristo teria subido para se apresentar ao prefeito romano da Judeia, Pôncio Pilatos, foram reabertas na quinta (11) em Roma pelo Vaticano.

Os 28 degraus de mármore foram trazidos de Jerusalém a Roma durante o reinado do Imperador Constantino, de acordo com uma lenda nunca verificada, que também afirma que o último deles teria uma mancha do sangue de Jesus. 

Em 1723, a escada foi coberta com tábuas de madeira para protegê-la do desgaste causado pelos peregrinos que visitavam o local. 

As tábuas foram retiradas brevemente em 1950 —desde então, a escada permanecia coberta e inacessível ao público.

Nina, uma ucraniana que vive em Roma, foi uma das primeiras que se ajoelhou nos degraus de mármore, alguns deles com partes afundadas em até 15 centímetros após séculos de peregrinações. 

"Vim orar por meu país, que está em guerra", disse ela. 

"Foi muito emocionante saber que estávamos na mesma escada que Cristo", disse a italiana Angela. 

Depois que a cobertura de madeira foi retirada, os restauradores se surpreenderam ao descobrir milhares de pequenos bilhetes e moedas deixados pelos peregrinos, afirmou Paolo Violini, um dos responsáveis pelas obras. 

Eles também encontraram duas cruzes embutidas nos degraus da parte superior que marcavam o lugar onde Jesus teria ficado durante a audiência com os juízes romanos. 

Porém, nada comprova que esta escada, que está em Roma há vários séculos, seja aquela de Jerusalém da época de Jesus. 

"Não temos certeza científica, mas agora existe a possibilidade de fazer estudos para prová-lo", disse Violini.

Por dois meses, a partir da quinta, a "scala santa" (escada santa) estará abertoa ao público antes de ser coberta novamente, afirmou  Barbara Jatt, diretora dos museus do Vaticano que participou do processo de restauração. 


Folha de São Paulo
AFP

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com.br pelo whatsapp 83 98149 3906.